quarta-feira, 1 de março de 2017

Alimentação na gravidez

Para que a gravidez decorra saudavelmente, é boa ideia incorporar os seguintes alimentos:


Ovos: além de conterem mais de 12 vitaminas e minerais, fornecem abundante proteína. Também são ricos em colina, um nutriente essencial para o crescimento do bebé e a saúde do seu cérebro, ao mesmo tempo que previnem defeitos do tubo neural.


Salmão: fornece proteínas de muito boa qualidade e é uma excelente fonte de ácidos gordos ómega 3. Apesar de apresentar baixas quantidades de mercúrio, aconselha-se o seu consumo uma vez por semana.


Aveia: é uma excelente fonte de energia, rica em vitamina B 1, magnésio, proteína e fósforo, além de fibra. Pode incorporá-la como cereal de pequeno-almoço, com leite e fruta.


Nozes: outra fonte importante de ácidos ómega 3.


Iogurte: oferece os mesmos benefícios que o leite, mas é mais fácil de digerir e com a vantagem adicional de conter probióticos, ideais para uma correta digestão e para fortalecer as defesas.


Verduras de folha verde: fornecem vitaminas, minerais e carotenoides. Recomendam-se os espinafres e as acelgas.


Frutas de cores: banana, laranja, kiwi, uva; as diferentes cores das frutas representam as variedades de nutrientes que contêm. Todas as frutas são aconselháveis durante a gravidez.


Carnes magras: fornecem grandes quantidades de proteína e ferro, dois nutrientes fundamentais durante a gravidez.



Cereais integrais: recomenda-se o consumo de trigo, cevada, milho, centeio, arroz e soja.



Líquido: durante a gravidez aumenta a quantidade de líquido corporal e, por outro lado, o corpo do bebé apresenta muito alto conteúdo de água, pelo que a mamã deverá aumentar também a ingestão de líquidos. A produção de leite materno também depende diretamente do estado de hidratação da mãe e a sua composição variará segundo o consumo de líquidos durante a amamentação. Portanto, beber cerca de dois litros de água por dia beneficiará uma correta hidratação cutânea, evitará a obstipação, eliminará as toxinas do corpo, diminuirá os riscos de uma infeção das vias urinárias e produzirá uma adequada quantidade de leite materno.

Pelo contrário, desaconselha-se o consumo de enchidos, peixe cru ou pouco cozinhado (da mesma maneira, a carne), cafeína e álcool.

2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...