quinta-feira, 14 de maio de 2015

Creme Benamôr, o preferido das mulheres portuguesas

O creme Benamôr, "esse adorável produto de beleza que transmite à pele um encantador tom de frescura", foi registado em 1928 por um farmacêutico, o primeiro dono dos laboratórios Nobre que, pouco depois, dariam origem à Fábrica Nally, ainda hoje localizada no campo Grande, em Lisboa.

Descrição do produto:


"Adorável produto de beleza que transmite à pele um tom de frescura. Limpa profundamente, elimina pontos negros, borbulhas, manchas, vermelhidão e pano, benefícios imprescindíveis para o aspeto saudável da pele e dissimulação de rugas e estrias".

Há já mais de oitenta anos que o creme Benamôr ocupa um lugar preferencial nos nécessaires das avós, mães e filhas de Portugal, de todas as classes e condições. Publicações da época referem a rainha D. Amélia como uma das suas mais fervorosas apreciadoras. Coisa séria. E também Salazar, o último ditador de Portugal. Coisa mais séria ainda.

O creme Benamôr tem fama ainda hoje por se manter fiel à sua fórmula original e por dar à pele um aspeto limpo e fresco. E também por conservar a mesma embalagem de sempre, uma preciosidade estilo vintage. Porque, quando as coisas estão bem, para quê mudar?

2 comentários:

  1. Já cheguei a comprar um de mãos, muito bom, mas nunca mais vi essa marca à venda!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Nally também tem um creme de mãos, Alantoíne, muito bom, por sinal. Mas este é ainda mais antigo e continua plenamente atual. Eu até o estou a usar neste momento. Encontra-se à venda nas farmácias. E online, no site: A Vida Portuguesa.

      Bjs

      Isabel Gomes

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...