quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Alimentos que curam: batata doce

Originária da América, a batata doce é um alimento muito apreciado no Japão, país em que é consumida com frequência pelos okinawa, uma população em que muitos dos seus membros superam os 100 anos, o que é considerado uma boa prova do seu poder antioxidante.

Propriedades nutritivas da batata doce

Este tubérculo possui uma grande quantidade de hidratos de carbono e açúcares, o que o torna um alimento recomendável para pessoas que fazem esforços físicos. São muitos os nutrientes da batata doce que se caracterizam pela sua ação antioxidante. À presença das vitaminas E e C, soma-se o tocoferol, que facilita a cicatrização das feridas, e os flavonóides, que contribuem para melhorar a saúde cardiovascular. Também potencia o seu efeito antioxidante a pro vitamina A, o betacaroteno, que, além de favorecer o sistema imunitário, melhora a visão e contribui para prevenir as cataratas. Este tubérculo também é rico em antocianinas, pigmentos antioxidantes que reduzem a inflamação, sendo benéficos em caso de artrose, artrite ou asma. Por outro lado a batata doce é rica em vitamina B9 ou ácido fólico, pelo que é aconselhável o seu consumo durante a gravidez. Quanto aos minerais, destaca-se o potássio, necessário para a atividade muscular.


Usos culinários da batata doce

Sem dúvida, a opção preferida daqueles que querem aproveitar ao máximo o seu sabor doce é consumir a batata doce assada no forno. Este tubérculo é muito parecido com a batata normal, pelo que as suas aplicações na cozinha são similares. Frita, a batata doce pode acompanhar diferentes pratos de carne e peixe. Também é deliciosa em puré, e como creme é uma entrada excelente. Outra possibilidade é convertê-la em ingrediente de uma tortilha ou uns pastéis.

Creme de batata doce (sopa de outono)



Ingredientes

750 g de batata doce
1 cebola
1 l de caldo de verduras
4 queijinhos
1 folha de louro
1 colher de margarina
1 pitada de cominhos moídos
Azeite
Sal
Pimenta

Preparação

Descasque as batatas e corte-as em dados. Descasque a cebola e pique-a. Aqueça a margarina e 1 colher de azeite numa caçarola, acrescente as batatas e a cebola e refogue tudo durante 4 minutos. Tempere com sal e pimenta, acrescente o caldo de verduras, a folha de louro e polvilhe com cominhos moídos. Mexa com uma colher de pau e leve a ferver em lume forte. Quando começar a ferver, baixe o lume e deixe cozinhar durante 20 minutos. Retire do lume, elimine o louro, acrescente os queijinhos e triture com a varinha mágica até obter um creme suave e sedoso. 

Utilização

Sirva bem quente, com dados de pão frito.

6 comentários:

  1. Cara Isabel

    Excelente post sobre a batata doce.
    É uma velha conhecida minha.
    Como-a cozida, assada, crua, desde criança.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Olinda. Eu confesso que descobri a batata doce há pouco. Mas adoro. Frita e acompanhada com manteiga de alho e ervas é de comer e chorar por mais.

      Bjs

      Isabel Gomes

      Eliminar
  2. Não costumo muito comer batata doce, mas está visto que tenho de fazer com maior frequência. Mais um grande post :)

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Experimenta. Vais gostar. Para começar, recomendo batata doce frita aos palitos com uma manteiga de alho e ervas para molhar. Assim como se fosse maionese. Não vais querer mais nada!

      Isabel Gomes

      Eliminar
  3. Raramente (muito raramente rs) como batata doce, mas minha mãe sempre come e adora, vou passar pra ela essas dicas e a receita;)
    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Liduh! Obrigada pela visita e por seguir o blog.

      É, a batata doce é preciso aprender a gostar dela. Eu também como há muito pouco tempo. Mas já não dispenso. Sobretudo depois de ter apurado o bem que ela faz.

      Bjs

      Isabel Gomes

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...