quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Sabe como funciona o seu relógio biológico?

Supõe-se que todos nós humanos nascemos com um relógio biológico que nos diz a que hora devemos dormir, acordar, comer, etc. Relógio biológico este entendido como aquele que marca as nossas atividades diárias e não como aquele que marca quando devemos ter um filho. No entanto, à medida que o tempo passa e dependendo das rotinas, nós pessoas tendemos a modificar os nossos horários. Ora, isto pode causar alguma confusão e esgotamento no corpo, pois podemos estar a obrigá-lo a fazer algo que não deveria estar a fazer. 

A BBC, em colaboração com professores de diferentes instituições como a Universidade de Oxford, a Universidade de Manchester, a Universidade de Cambridge e a Harvard Medical School, realizou uma animação onde nos explica o que faz naturalmente o nosso corpo a diferentes horas do dia. Veja.

00:00 às 2:59 - O corpo entra em repouso.



No corpo começam a processar-se uma série de mudanças que indicam que é hora de descansar. Há um incremento hormonal, libera-se melatonina e o cérebro começa a purificar-se das toxinas geradas durante um dia de muito pensar. Os níveis de atenção são mínimos, o que aumenta o risco de acidentes laborais durante os turnos da noite.

3:00 às 5:59 - Corpo dormido.



Enquanto está dormido, a temperatura corporal começa a descer, pois o corpo está a usar essa energia para realizar a regeneração da pele, entre outras coisas. Os níveis de melatonina mantêm-se altos, mas vão baixando à medida que se aproxima o amanhecer. Durante este período são frequentes os ataques de asma e a maioria dos partos naturais.

6:00 às 8:59 - Toca a acordar!



É uma hora boa para acordar. O corpo põe-se em movimento e interrompe a produção da hormona do sono, a melatonina. No entanto, esta é uma péssima hora para fazer exercício, pois neste momento do dia é quando o coração está mais vulnerável. Os vasos sanguíneos são menos flexíveis e o sangue mais espesso, o que faz que a pressão arterial esteja ao máximo e aumente o risco de paragem cardíaca.

9:00 às 11: 59 - A todo o vapor!



É o momento mais produtivo do dia. A maioria das pessoas já se encontra no trabalho e a hormona do stress, cortisol, alcança o seu máximo nível para nos dar maior lucidez mental, capacidade para resolver problemas e aumentar a nossa atenção. Este é também o melhor momento para a memória a curto prazo.

12:00 às 14:59 - A sesta biológica.



Após o almoço, há um estimulo da atividade gástrica, chegando o momento da chamada "sesta biológica". Neste período diminui o nosso nível de alerta e chega a sonolência. Não se recomenda beber álcool nem manobrar, já que a esta hora há um considerável aumento no número de mortos por acidentes de trânsito, especialmente pessoas com mais idade.

15:00 às 17:59 - A hora do exercício.



A temperatura corporal aumenta ao final da tarde, é portanto uma forma natural de aquecer. O coração e os pulmões estão no máximo do seu funcionamento e os músculos estão 6% mais fortes que no seu ponto mais baixo. Algumas pessoas até procuram aproveitar este "momento atlético" para aumentar as suas possibilidades de bater recordes desportivos mundiais.

18:00 às 20:59 - Hora de jantar.



Se costuma jantar, é melhor que não o faça demasiado tarde e que não ingira refeições muito pesadas. É que o corpo muda a forma como processa a comida á medida que se aproxima a noite. As refeições copiosas durante a noite podem aumentar o risco de obesidade e diabetes. No caso de lhe apetecer beber, a esta hora o fígado metabolizará melhor o álcool. A esta hora também o pensamento intuitivo melhora.

21:00 às 23:59 - Hora de dormir.



Aproxima-se a hora de dormir e a glândula pineal no cérebro começa a liberar melatonina para ajudar a ir para a cama. A temperatura corporal começa a baixar e o relógio biológico avisa que é hora de ir à cama. Este momento chega primeiro às pessoas madrugadoras e mais tarde às pessoas noturnas.

Fonte: BBC Mundo

4 comentários:

  1. Adorei esta tua publicação!!!

    Beijinhos
    food&emotions
    http://fefoodemotions.blogspot.pt

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! É curioso, não é? Realmente, a natureza é muito sábia.

      Bjs

      Isabel Gomes

      Eliminar
  2. O artigo está muito interessante e bem explicado, adoro as ilustrações!

    http://ummarderecordacoes.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Miguel. É de facto muito interessante.

      Isabel Gomes

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...