sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Oito remédios caseiros que realmente funcionam!

Já todas nós utilizámos diferentes remédios caseiros, uns com resultados mais felizes e outros com resultados menos felizes. E apesar de ser possível que alguns desses remédios funcionem apenas devido ao seu efeito "placebo", também existem outros que realmente funcionam de verdade.
Veja algumas receitas de remédios caseiros que as nossas avós já usavam no seu dia a dia e saiba porque têm poder curativo.

1- Fita adesiva para eliminar verrugas



Este é um remédio muito conhecido e utilizado. Mas porque motivo a fita adesiva é tão eficaz para eliminar as verrugas? Bom, em 2002 foi levada a cabo uma experiência que consistiu em usar este truque num grupo de pessoas, enquanto que um outro grupo tratou as suas verrugas com um remédio convencional. E sabe quais foram os resultados? Entre as pessoas que usaram a fita adesiva diariamente durante um período de pelo menos 3 semanas, 85 % viram desaparecer as suas verrugas; enquanto que apenas 60% das pessoas que usaram um tratamento convencional obtiveram o mesmo resultado.
A questão é saber se a fita adesiva funciona nas verrugas devido a algum químico do adesivo ou se é a oclusão (asfixia) que causa a destruição da verruga. Uma outra crença é que a fita adesiva pode causar uma irritação na pele, estimulando as células imunes do nosso corpo para atacar a verruga.

2- Vicks Vaporub para curar fungos nas unhas



Apesar de não haver estudos definitivos que demonstrem que as unhas infetadas curem realmente ao ser tratadas com a aplicação de Vicks Vaporub uma ou duas vezes por dia, há várias pessoas que afirmam que sim funciona. Não se sabe ao certo porquê, mas a verdade é que o Vicks ajuda a solucionar o problema. Há quem afirme que o segredo está no mentol, que mata o fungo, enquanto que outros dizem que o segredo é o efeito de sufocação criado pela camada espessa de gel sobre a unha.

3- Aveia para aliviar o eczema



Isto é absolutamente certo: a aveia tem propriedades anti-inflamatórias. Utilizada como uma máscara sobre a pele afetada ou vertida na água do banho, a aveia moída pode reduzir a inflamação da pele.  O ideal é submergir a zona afetada durante pelo menos 15 minutos. 
Além disso, a aveia tem efeito anti-histamínico. Ao baixar os níveis de histamina, uma amina orgânica que reage como parte do sistema imunológico, a aveia reduz o inchaço e a cor vermelha.

4- Iogurte contra o mau hálito



O mau hálito pode ter várias origens, sendo as mais comuns a boca e o estômago. Os probióticos do iogurte têm um poder neutralizador. E apesar de o iogurte não ser muito eficaz nas bactérias presentes na  língua, ele atua sobre os ácidos que se encontram entre a boca e o estômago, incluindo a parte superior da garganta e o esófago. Deste modo, ele contribui para eliminar os maus cheiros que saem pela boca. Qualquer lácteo ou produto com cultivos vivos terá o mesmo efeito do iogurte.

5- Açúcar contra o soluço



Em 1971 analisou-se um grupo de vinte pessoas que tiveram soluços durante mais de 6 horas seguidas, oito das quais estiveram nesse estado durante um dia inteiro. Deu-se a cada uma delas 1 colherzinha de açúcar branco granulado, comprovando-se que dezanove dessas vinte pessoas obtiveram resultados positivos.
O açúcar provavelmente modifica os impulsos nervosos na boca, evitando que os músculos do diafragma se contraiam espasmodicamente.

6- Morder um lápis para aliviar a dor de cabeça



As pessoas que sofrem de stress costumam apertar os dentes. Ora, a ação de apertar a mandíbula pode ocasionar uma cefaleia (dor de cabeça). Por isso, ao colocar um lápis entre os dentes, relaxa-se a mandíbula e a dor diminui instantaneamente!

7- Azeitonas contra as náuseas



Quando temos náuseas aumentamos a salivação, porque assim o nosso corpo protege os dentes das altas doses de suco gástrico que eliminamos durante o vómito. Neste caso, as azeitonas, que contêm taninos, secam a saliva, eliminado o sintoma e o instinto de vomitar.
Mas este tratamento só é eficaz se aplicado logo no começo, assim que se sentirem as primeiras náuseas.

8- Gargarejos com água salgada para a dor de garganta



A dor de garganta é uma resposta inflamatória dos tecidos infetados, e o sal ajuda a extrair o excesso de líquido, reduzindo momentaneamente a inchação e a dor. Mas o efeito é temporário porque este remédio caseiro elimina os sintomas e não as causas.

2 comentários:

  1. Grandes ideias! De todas só conhecia a água salgada para gargarejar.
    Além disso, cá em casa há hábito de se pôr Vicks em mordidelas de mosquitos...

    Obrigada, cara Isabel.

    Bj

    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Excelente ideia essa de pôr Vicks nas mordidelas de mosquitos! Obrigada por ter partilhado. Aliás, vou aproveitar já e pôr Viks nas picadas de melga da minha perna (ontem à noite uma melga ferrou-me 7 vezes!)

      Bjs

      Eliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...