sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

Dióspiro para aumentar a energia

O dióspiro, originário da China e do Japão, é uma fruta com abundantes propriedades antioxidantes, capaz de neutralizar os efeitos negativos dos radicais livres.

Comer dióspiros regularmente ajuda a retardar a aparição de rugas e manchas na pele, a impedir a calvície e a combater a osteoporose. Os dióspiros também são bons estimulantes do sistema imunológico, isto é, aumentam as nossas defesas. Além disso, são ricos em vitamina A na forma de betacarotenos e 100 g de polpa fornecem um terço das necessidades diárias desta vitamina. Por isso são recomendáveis para pessoas que fumam e para as mulheres grávidas.

Tal como o tomate os dióspiros também contêm o flavonóide licopeno, que tem a capacidade para diminuir o colesterol no sangue e é preventivo do cancro. Finalmente, o seu conteúdo em vitaminas C e E tornam-nos eficazes contra os efeitos da oxidação celular e o seu alto conteúdo de potássio, um mineral que ajuda na eliminação de líquidos, torna-os recomendáveis em algumas dietas.

O seu poder calórico é alto já que possuem uma grande quantidade de açúcares complexos e isto torna-os ideais para desportistas e pessoas convalescentes que necessitam de uma grande dose de energia. Pelo contrario, os doentes com diabetes devem consumi-los com moderação. As suas fibras solúveis, sobretudo a pectina, tornam-nos recomendáveis para evitar o trânsito intestinal lento.


Como escolher os dióspiros

A temporada de dióspiros frescos é principalmente o outono até ao inverno. Um bom dióspiro deve ter a pele lisa e sem manchas, com uma cor laranja brilhante e ao tocá-lo o dedo deve enterrar-se um pouco na superfície carnuda.

Como comê-los

A forma mais simples de os comer é crus. Cortam-se ao meio e, sem tirar a pele, vai-se retirando a polpa com uma colher, tal como se faz com o kiwi. A polpa dos dióspiros bem maduros pode misturar-se com mel ou com queijo creme branco e untar-se nas bolachas doces ou salgadas. A polpa dos dióspiros rijos pode cortar-se em cubos como uma maçã para ser acrescentada à salada de frutas.

Doce de dióspiros


Ingredientes

1 quilo de dióspiros
1 pau de canela
600 gramas de açúcar 

Preparação

Lavar e descascar os dióspiros. Retirar as sementes e cortá-los em pedaços pequenos. Num tacho colocar o açúcar, o pau de canela e os dióspiros cortados e deixar repousar a mistura durante umas horas, até que os dióspiros absorvam o açúcar e soltem o sumo. Levar então o tacho ao lume brando e deixar ferver até ganhar o ponto de doce. Para verificar, colocar um pouco de doce num prato. deixar arrefecer e se abrir estrada está pronto.
Deixar arrefecer, retirar o pau de canela e deitar em frascos de vidro com tampa hermética. Guardar no frigorífico.

Utilização

Use o doce pronto para untar no pão do pequeno-almoço ou para preparar as sandes do meio da manhã e da tarde.

quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

Cancro da mama: dicas de prevenção (Dr. Oz)

Os folatos previnem o cancro da mama

Um estudo recente mostrou que as mulheres com níveis mais altos de ácido fólico têm um risco 44% menor de padecer cancro da mama que as mulheres com um nível de folatos mais baixo. Para se proteger a si mesma, você precisa de consumir 1 ou 2 porções de alimentos ricos em folatos por dia.



Quanto folato é suficiente?


Você deve ingerir pelo menos 400 microgramas de ácido fólico por dia. Felizmente, existe uma ampla variedade de alimentos ricos em folato de modo que não é difícil chegar a este valor mínimo. Lentilhas, feijões, certas frutas, folhas verdes e cereais enriquecidos são boas fontes de folatos.

Aqui estão 10 alimentos ricos em folatos, sendo o primeiro o mais rico e assim por diante.

Levedura de cerveja, 1 colher (de sopa) = 313 mcg

Lentilhas, 1/2 chávena, cozidas = 180 mcg

Alface, 2 chávenas = 152 mcg

Feijão preto, 1/2 chávena, cozido = 128 mcg

Espinafre, 2 chávenas, fresco = 118 mcg

Brócolos, 1 chávena, cozidos = 104 mcg

Espargos, 1 copo, frescos = 74 mcg

Pão integral, 2 fatias = 60 mcg

Laranja, 1 grande = 55 mcg

E aqui está a minha receita favorita de salada rica em folatos.

Salada de brotos de lentilhas verdes

De todos os grãos, as lentilhas são as que têm a maior quantidade de ácido fólico. Com um tempo de preparação de 5 minutos, isto é "fast food" no seu melhor!


Ingredientes

1 chávena de brotos de lentilhas verdes
3 chávenas de água ou caldo de legumes baixo em sódio
Tomates cereja

Molho: gengibre, mel, shoyu, salsa, cebola, azeite e sal.

Preparação

Cozinhe os brotos de lentilhas na água ou caldo a ferver durante 5 minutos. O facto de escaldar os brotos de lentilhas faz com que assim os nutrientes sejam mais fáceis de absorver pelo seu organismo e também evita gazes e desconforto.

Escorra os brotos de lentilhas e deite numa saladeira. Acrescente uns quantos tomates cereja cortados ao meio aos grãos quentes para que assim libertem o licopeno.

Entretanto prepare o molho. Numa taça coloque uma colher de azeite. Acrescente um pedacinho pequeno de gengibre ralado, uma colherzinha de mel, umas gotas de shoyu, uma pitada de salsa picada, uma pitada de cebola picada e sal a gosto. Misture bem e tempere a sua salada de brotos.

Utilização

Sirva e delicie-se.

quarta-feira, 29 de Outubro de 2014

29 de outubro - Dia Mundial do AVC

O Acidente Vascular Cerebral (AVC) afeta 1 de cada 6 pessoas, na sua maioria adultos, mas também a uma percentagem de jovens e crianças.

As doenças vasculares ocupam o primeiro lugar como causa de morte em Portugal e são a primeira causa de invalidez em adultos maiores de 65 anos.

O AVC pode ser isquémico 80% (quando uma artéria se obstrui) ou hemorrágico 20% (quando uma artéria se rompe).

Mitos e realidades do AVC

Mito: o AVC não se pode prevenir.
Realidade: o AVC pode prevenir-se, sim.
Mito: o AVC não se pode tratar.
Realidade: o AVC trata-se na urgência hospitalar.
Mito: o AVC é uma doença de velhos.
Realidade: o AVC afeta crianças, jovens e adultos jovens também.
Mito: o AVC relaciona-se com o coração.
Realidade: o AVC afeta gravemente o cérebro (Brain Attack).
Mito: não há recuperação possível depois de um AVC.
Realidade: a reabilitação pode lograr a melhoria de alguns ou de quase todos os sintomas do doente.


Como reconhecer um AVC?

Os sintomas do ataque cerebral vascular incluem:

- adormecimento, formigueiro ou debilidade numa das metades do rosto, braço ou perna;

- confusão, dificuldade para falar ou para entender o que os outros dizem;

- dificuldades de visão num ou em ambos os olhos;

- dificuldade para caminhar, enjoo, perda de equilíbrio ou de coordenação;

- dor de cabeça severa sem causa aparente. 

Todos estes sintomas costumam ser súbitos.

AIT ou "mini-ataque cerebral"

Alguma vezes os sintomas podem aparecer apenas durante um período breve (minutos) e depois desaparecer completamente, indicando possivelmente um ataque isquémico transitório ou AIT. Evite ignorá-los e dirija-se imediatamente às urgências, mesmo que os sintomas sejam breves, já que os mesmos indicam um risco grave de ataque vascular cerebral e a possibilidade de um dano permanente.

Que fazer se suspeito que tenho um AVC?

Um AVC é uma emergência médica. Se você ou alguém à sua volta sofre qualquer dos sintomas descritos deve acudir imediatamente a um serviço de urgência.

Cada minuto conta. Quanto mais tempo durarem os sintomas do ataque cerebral, maior é o risco de dano cerebral. A atenção médica imediata pode salvar a vida da pessoa afetada. A ajuda médica deve ser recebida num período máximo de 4,5 horas, para que o tratamento possa resultar o melhor possível.

Uma forma caseira para se orientar melhor pode ser a seguinte:

Fala: Diz coisas "estranhas" quando fala?

Braço: É capaz de manter o seu braço esticado durante uns segundos?

Rosto: Tem a metade do rosto débil ou caído?

Prevenir o AVC

- Controle a sua pressão arterial.

- Controle o seu colesterol.

- Controle a sua glicémia.

- Deixe de fumar.

- Tome um copo de vinho tinto por dia.

- Deixe o sedentarismo. Pratique alguma atividade física.

- Fale com o seu médico sobre os riscos e os benefícios do uso de anticoncepcionais orais ou terapia de substituição hormonal, já que podem aumentar o risco de trombose em mulheres predispostas.

- Fale com o seu médico sobre os benefícios de analisar as carótidas (AngioTAC).

Se se preocupar em seguir estes conselhos, as probabilidades de vir a sofrer um AVC ou Infarto do Coração reduzir-se-ão significativamente.


Em memória de António José Afonso Gomes, meu pai.

Chá de arroz contra a diarreia

A diarreia consiste na evacuação de fezes aquosas e sem consistência de forma frequente. É uma forma eficaz que o organismo tem de se defender de qualquer substância (comida ou bebida) não desejada que possa ter entrado no corpo.

Para pôr fim a uma diarreia leve proponho-lhe este tradicional chá de arroz.


Ingredientes

1/2 chávena de arroz
6 chávenas de água
1 pau de canela
Mel ou açúcar

Preparação

Ferva o arroz e o pau de canela na água durante 15 minutos. Coe e adoce a gosto com mel ou açúcar.

Utilização

Beba uma chávena quentinha da bebida obtida. Pode beber até três chávenas deste chá de arroz por dia até que a diarreia esteja controlada.

Porque é que o chá de arroz é bom para a diarreia?

Porque quando toma esta bebida a mucosa do seu intestino absorve o amido e outros nutrientes presentes no chá que a ajudarão a diminuir as evacuações. Além disso, a canela também reduzirá a ânsia de vómito que por vezes acompanha a diarreia.

Este chá de arroz também lhe servirá de reidratante natural, quer dizer, ajudá-la-à a recuperar os líquidos perdidos pela doença.

terça-feira, 28 de Outubro de 2014

A importância do iodo na alimentação

O iodo é um mineral que está presente na maioria dos alimentos que consumimos habitualmente, mas do qual pouco sabemos.

A sua função no organismo é importantíssima já que é imprescindível para o crescimento, desenvolvimento e bom funcionamento dos nossos órgãos e do metabolismo e, sobretudo, porque o iodo se encarrega da atividade hormonal de todo o organismo, especialmente do funcionamento da glândula tiróide, evitando assim qualquer tipo de problema relacionado com a mesma.

É por isso que os que sofrem de hipotiroidismo (baixa produção de hormonas por parte da tiróide) devem reforçar a sua ingestão de iodo; enquanto que os que padecem hipertiroidismo ( excesso de produção de hormonas pela tiróide) devem limitar a ingestão de iodo, mas não excluí-lo totalmente da dieta, por causa do seu importante papel no correto desenvolvimento do organismo.


Fontes naturais de iodo:


- Algas marinhas, peixes e mariscos, especialmente amêijoas, mexilhões, camarões, atum, salmão e bacalhau.


- Carne de porco e de vitela e ovos cozidos.


- Arandos, morangos, amoras, limão, laranja, maçã, figos, ananás e abacaxi.


- Leguminosas, principalmente lentilhas e soja.


- Produtos lácteos como iogurte, leite e queijos.


- Vegetais como espinafres, acelga, agrião, beterraba, alho, cebola, abóbora e batata.


- Sementes de sésamo, cogumelos e sal marinho.

segunda-feira, 27 de Outubro de 2014

Tratamento caseiro para eliminar o frizz do cabelo

Fatores do dia a dia como o vento, a humidade e o uso de placas alisadoras e secadores de cabelo geram frizz, aqueles fiozinhos de cabelo arrepiados que se destacam do resto da cabeleira. Nesta oportunidade apresento-lhe duas máscaras caseiras que lhe permitirão acabar com o frizz e usar um cabelo hidratado, liso e solto todos os dias.

Para evitar o frizz é preciso manter o cabelo bem hidratado, pois os cabelos comportam-se como uma esponja. Se estão muito secos acabam por tentar absorver a humidade presente no ambiente e o resultado são os famosos fios arrepiados. Para evitar que isto aconteça, além da hidratação, obrigatória, também é importante evitar expor as madeixas ao calor excessivo das placas e dos secadores. Não se esqueça.

Receita 1: máscara anti frizz de banana


Ingredientes

1 banana amassada
2 colheres (de chá) de azeite

Preparação

Misture os dois ingredientes até obter uma mistura homogénea.

Utilização

Aplique no cabelo húmido durante 30 minutos. Enxagúe com água morna e lave os cabelos como habitualmente. Repita este tratamento a cada 10 ou 15 dias, conforme as necessidades do seu cabelo.

Receita 2: máscara de ação intensa contra o frizz


Ingredientes

2 colheres (de sopa) de condicionador de cabelo
1/2 colher (de sopa) de azeite

Preparação

Misture bem o condicionador e o azeite.

Utilização

Humedeça o cabelo e aplique a mistura, da raiz para as pontas. Coloque uma touca de banho e deixe a mistura atuar durante 1 hora. Enxagúe com água morna e lave o cabelo como habitualmente. Repita o tratamento a cada 15 dias.

sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Guaraná em pó para o cansaço e para emagrecer

O guaraná é um arbusto trepador da família das Sapindaceae originário da Amazónia, concretamente do Paraguai, Peru, Brasil, Colômbia e Venezuela. Os índios do Brasil já usam o guaraná desde tempos remotos para fabricar bebidas para acalmar a sede, a fome e o cansaço.

A árvore do guaraná produz uns curiosos frutos alaranjados, amarelos e vermelhos que quando maduros se abrem e deixam ver a polpa branca e as sementes pretas, de maneira que até parecem olhos. Com efeito, o nome guaraná é um derivado da palavra "wara`ná", que em tupí-guaraní significa "fruta como os olhos das pessoas".

As sementes do guaraná são ricas numa substância que é idêntica à cafeína (chama-se guaranina) e noutros estimulantes, além de possuírem também doses consideráveis de vitaminas A, B e E.


Propriedades do guaraná

- É um energético natural: o guaraná é rico em cafeína, o estimulante por excelência, que favorece o estado de alerta e aumenta a energia, intensificando a resistência física e mental.

- Estimula a renovação das células, mantendo a aparência sempre jovial e prolongando a vida.

- Disciplina o apetite, facilitando assim o controle do peso.

- Previne o câncer: o guaraná trava os tumores e impede a sua proliferação.


Guaraná em pó para o cansaço físico e mental

O guaraná proporciona uma sensação de bem-estar e vigor, favorece o bom funcionamento dos órgãos mais importantes e  estimula a memória.

Ingredientes

1 colher (de café) de guaraná em pó
1 copo de água a ferver
Mel

Preparação

Dissolva o pó de guaraná na água a ferver. Deixe arrefecer e filtre. Adoce generosamente com mel.

Utilização

Beba de manhã.

Guaraná em pó para emagrecer

O guaraná, por conter doses elevadas de cafeína, acelera o metabolismo, contribuindo assim para facilitar a perda de peso.

Ingredientes

250 ml de água fervente
1 colher (de café) de guaraná em pó

Preparação

Coloque o pó de guaraná num recipiente e despeje em cima a água fervente. Tape e deixe repousar durante 10 minutos. Filtre.

Utilização

Beba 1 chávena de chá ao acordar e outra à tarde.

Precauções a ter com o pó de guaraná

* Não se recomenda o consumo de guaraná por pessoas ansiosas, com problemas de coração, que sofram de hipertensão, gastrite ou outros transtornos do estômago.

* Também não se recomenda o seu consumo por pessoas que sofram de insónias.

* O guaraná não deve ser ingerido continuamente por períodos longos, pois o seu uso prolongado pode causar dependência.

* É altamente desaconselhável que se misture o pó de guaraná com sumo de citrinos já que este sumo pode aumentar os efeitos da cafeína presentes no primeiro. Isto poderia provocar excitação, irritabilidade e até tremores.

* Também não se deve misturar o pó de guaraná com bebidas que já contenham cafeína, como o chá, café ou bebidas de cola.

* As pessoas com um metabolismo acelerado não devem consumir pó de guaraná.

* Grávidas e mulheres que estejam a amamentar não devem consumir este pó.

* O efeito estimulante do guaraná dura até 6 horas. Por esta razão deve ser apenas consumido durante a manhã ou inicio da tarde, para evitar que interfira com o sono noturno.

* Por ser ultra rico em cafeína não é aconselhável que se ultrapasse a dose de uma colher (de café) por dia.

quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Benefícios do chá vermelho

As folhas deste chá são obtidas de uma variedade de Camellia Sinensis que se chama "árvore de chá Qingmao". Uma vez colhidas, são comprimidas em placas e deixadas a repousar durante anos até que as bactérias decompositoras atuem e o chá se torne de uma cor avermelhada.

O repouso de um bom chá vermelho pode durar de 2 a...50 anos!


Como preparar um bom chá vermelho?

A tradição manda que para preparar um bom chá vermelho a água nunca deve estar a ferver e que, de preferência, não deve superar os 80º C. Passos a seguir...

Aqueça a chaleira para que quando acrescentar a água a temperatura desta não baixe.

Coloque as folhas de chá na chaleira e acrescente a água na temperatura ideal.

Deixe repousar durante 2 ou 3 minutos se quer uma infusão leve - ou 5 minutos se prefere uma infusão mais concentrada - e o seu chá vermelho está pronto.

Coe a infusão e consuma-a assim ou adoce-a com açúcar integral, mel ou stevia.

O que distingue o chá vermelho?

O chá vermelho contém menos cafeína que as outras variedade de chá, pelo que o seu efeito estimulante é menor.

Devido à sua longa fermentação, o chá vermelho possui uma dose baixa de taninos; e, por isso, as pessoas com problemas digestivos toleram-no melhor que aos outros chás.

Propriedades do chá vermelho para o corpo:

- Tomar uma chávena de chá vermelho por dia ajuda a reduzir os níveis de colesterol mau (LDL) e de triglicéridos no sangue; e a aumentar o nível de colesterol bom (HDL).

- Beber chá vermelho regularmente favorece a circulação sanguínea.

- O chá vermelho apresenta uma suave ação diurética; por isso é recomendado em caso de retenção leve de líquidos.

- Contribui para uma boa digestão porque estimula a produção de ácido gástrico.

- Tem propriedades "queima gorduras". Numa dieta equilibrada, o consumo de chá vermelho poderá acelerar a perda de peso.

- É um bom desintoxicante natural.

- Reforça o sistema imunológico.

Propriedades do chá vermelho para a mente:

- Favorece a concentração e a agilidade mental.

- Melhora os processos da memória.

Propriedades do chá vermelho para o espírito:

- Aumenta a sensação de bem-estar.

- Melhora a imagem de si e a capacidade de se relacionar com o mundo à sua volta, pelo facto de proteger as funções mentais.

- Exerce uma influência positiva sobre as energias que circulam no corpo.

Recomendações de consumo:

- Como qualquer outra bebida com cafeína, o chá vermelho deve ser evitado durante a gravidez.

- O chá vermelho tem efeito hipertensor e por isso não é recomendado o seu consumo continuo por pessoas hipertensas.

- De resto, devem observar-se as regras válidas para qualquer outra bebida ou alimento: conta, peso e medida.

Chá vermelho frutado com especiarias

Esta deliciosa receita, que incorpora frutas e especiarias, é perfeita para os dias frios de outono que já se aproximam.

Ingredientes

2 saquinhos de chá vermelho
1 pau de canela
1 colher (de café) de cardamomo
1 casca de laranja
Alguma framboesas picadas
Adoçante (stevia) a gosto
Água

Preparação

Aqueça cerca de um litro de água até que chegue quase ao ponto de ebulição, mas sem que chegue  a ferver. Coloque o chá vermelho, a canela, o cardamomo, as framboesas e a casca de laranja na chaleira. Acrescente a água fervente, deixe repousar cerca de 5 minutos e coe. Já tem o seu chá vermelho frutado com especiarias pronto para ser servido.

Utilização

Adoce a gosto e beba em seguida uma chávena desta deliciosa e reconfortante bebida.

quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Benefícios do chá de gengibre

Esta planta milenária cresce na Índia, China, Japão, Indonésia, Venezuela, Ilhas do Caribe, Hawai, e Peru. É utilizada desde sempre por essas culturas para preparar remédios para curar e também como um ingrediente mais das suas comidas.

As muitas virtudes que se atribuem ao gengibre devem-se sobretudo à sua riqueza em óleos voláteis. Também possui substâncias fenólicas, enzimas proteolíticas, ácido linoleíco, vitaminas B6 e C e minerais (cálcio, magnésio, fósforo e potássio).


A decocção de gengibre


Por se tratar de um rizoma, que é a parte dura da planta, o gengibre deve ser usado em decocção, pois em infusão não seria possível extrair todo o seu sabor e benefícios.

Para preparar a decocção de gengibre, leve a água ao lume com as rodelas de gengibre e deixe ferver a mistura durante 10 minutos. Depois deixe repousar durante 5 minutos mais, coe e o seu chá de gengibre está pronto.

Propriedades do chá de gengibre:

- É digestivo.
- Tem poder para combater enjoos, náuseas e vómitos.
- É anti-inflamatório.
- É antioxidante.
- Aumenta a temperatura corporal. Esta propriedade faz do gengibre uma planta muito adequada em caso de mãos e pés frios e também para combater resfriados.
- Combate a dor de garganta.
- Favorece a circulação sanguínea.
- Tem possíveis efeitos anti-cancro. Alguns especialistas estão a estudar as propriedade deste rizoma para matar as células tumorais.
- Algumas culturas atribuem-lhe poderes afrodisíacos e propriedades mágicas, como por exemplo o poder de afastar os pesadelos.

Chá de gengibre com laranja


Ingredientes

4 rodelas de laranja com pele
1 pedaço de gengibre em rodelas finas
Água

Preparação

Preparar a decocção de gengibre como descrito atrás. Quando apagar o lume, acrescente as rodelas de laranja com pele. Tape e deixe a mistura repousar durante 10 minutos.

Utilização

Pode tomar esta agradável bebida quente ou fria. Mas se for para combater um resfriado ou uma dor de garganta, o melhor é adoçá-la com mel e bebê-la quentinha.

Precauções:

Por aumentar a temperatura corporal, não se aconselha a toma de chá de gengibre às mulheres menopausicas que sofram com os habituais sufocos. Também está desaconselhado no caso de mulheres grávidas, crianças pequenas e, claro, pessoas alérgicas ao gengibre.

terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Tratar a infertilidade com terapias alternativas

A busca de um filho é uma etapa importantíssima na vida de qualquer casal. Mas, o que é que acontece quando a notícia da tão ansiada gravidez não chega? Apesar de existirem muitos fatores que podem causar infertilidade (questões orgânicas, idade dos pais, peso, cigarro, etc), o stress é sem dúvida um dos fatores que mais impacto tem sobre a fertilidade da mulher.

É como que um círculo vicioso. O stress age diretamente sobre a fertilidade e a ânsia da gravidez que não chega gera stress. Para aprender a lidar com este stress alguma terapias alternativas podem chegar a ser muito úteis.


Algumas terapias alternativas

Qual é o contributo das terapias alternativas para a fertilidade? A principal contribuição destas terapias é que ajudam a conseguir um equilíbrio corpo-mente, equilíbrio esse que se traduz num melhor funcionamento dos diferentes órgãos e sistemas, aumentando assim as probabilidades de êxito dos tratamentos de fertilidade.

Estas terapias, que não substituem os tratamentos específicos estabelecidos pela medicina clássica, contribuem no entanto para que os casais se sintam mais relaxados para afrontar melhor os stressantes e esgotantes tratamentos de infertilidade.

Exemplos de terapias alternativas

Meditação

A prática da meditação beneficia tanto a praticante como aqueles que estão à sua volta. Os seus efeitos positivos refeletem-se no aspeto físico, emocional, mental e espiritual. Pode praticar-se a qualquer hora do dia, mas recomenda-se que se faça de manhã, quando a mente está fresca.

Resultados da meditação:

- Diminui a pressão sanguínea.
- Equilibra o sistema nervoso central.
- Reduz a frequência das ondas cerebrais, facilitando o descanso.
- Gera vitalidade e  aumenta as reservas de energia.
- Incrementa a resistência ao stress.
- Proporciona segurança e confiança em si mesma.


Terapia floral

A terapia floral fundamenta-se no equilíbrio corpo-mente através do uso de óleos essenciais naturais extraídos de árvores, arbustos, ervas e flores do mundo inteiro. 

Para o stress recomenda-se lavanda ou flor de laranjeira, já que contribuem para equilibrar o sistema nervoso central, libertam tensões e geram uma sensação de bem-estar. Para a intimidade, aconselha-se o ylang ylang, rosa ou jasmim. Permitem criar um clima de intimidade propicio e favorecem a aproximação.

Resultados da terapia floral:

Através desta terapia procura-se que aflorem os processos de cura presentes em cada pessoa, como resposta a cada aroma.

Ioga

A prática de ioga contribui para o descanso e o relaxamento. Ajuda a centrar a atenção em si mesma, nos movimentos e na respiração. Tudo isto alivia tensões, stress e equilibra o organismo.

Existem certas posturas que foram especialmente formuladas para melhorar o funcionamento dos órgãos reprodutores e fortalecer a zona pélvica. Aconselha-se a não realizar posições exigentes nem sessões de ioga esgotantes. O ideal é que a prática seja fácil e prazenteira para equilibrar a energia.

Resultados da ioga:

Juntamente com outros métodos naturais, como por exemplo a massagem e a dieta, a ioga demonstrou ser uma técnica muito eficaz para tratar a infertilidade e os seus efeitos sobre as emoções.

Exemplo de postura de ioga benéfica para melhorar a fertilidade

Se considera que a sua vida está cheia de tensões e de stress e se sente muito ansiosa pela pressão de conceber um bebé, faça da ioga uma parte do seu dia.

Para fazer ioga em casa tudo aquilo de que precisa é de um espaço tranquilo e de uma manta.


Postura dos pés sobre a parede

Para realizar esta simples postura comece por encontrar uma parede sólida e estenda uma manta dobrada.

Deite-se no chão, sobre a manta, posicionando as suas nádegas tão próximas da parede quanto lhe seja possível.

Durante uma exalação, estique lentamente as suas pernas pela parede para que o seu corpo forme um ângulo de 90º em relação à mesma.

Continue inalando e exalando.

Mantenha-se nesta postura por uns minutos e depois baixe as suas pernas muito lentamente.

Nota: procure na Internet posturas de ioga especialmente desenvolvidas para melhorar a fertilidade.

segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Lavar o cabelo ao contrário: primeiro o amaciador, depois o champô!

Inverter a ordem habitual de lavagem e começar pelo amaciador para depois acabar com o champô parece ser, segundo algumas, a fórmula mágica para conseguir ter um cabelo de anúncio.

Um dos gestos de higiene mais comuns do dia: a lavagem do cabelo. Deste simples e quotidiano gesto depende termos um good ou um bad hair day. É que na lavagem do cabelo não só são importantes os produtos mas também o momento em que os usamos. Aqui, a ordem dos fatores sim altera o produto.

Desde há já algum tempo que algumas blogueiras afirmam que a tradicional forma de lavar o cabelo: champô e depois amaciador, não é a mais adequada e que inverter a ordem estabelecida pode salvar muitas cabeleiras. Por isso, na tentativa de salvar a minha cabeleira, também eu resolvi experimentar o novo método de lavagem. O problema dos meus cabelos é o problema dos cabelos da maioria das mulheres: oleosos na raiz e secos nas pontas. Por esse motivo não posso deixar de os lavar com frequência e de usar amaciador, senão as pontas ficam secas, encrespadas e enredadas. Mas o uso do amaciador faz com que o meu cabelo se engordure mais depressa. Curiosa nos resultados, decidi experimentar a alternativa. É que o novo método promete proporcionar a humidade e suavidade certas para poder pentear o cabelo facilmente, mas sem o inconveniente do engorduramento. Confesso que lavo segundo o novo método há um mês e o meu cabelo está visivelmente melhor.


Em que consiste o método da lavagem do cabelo ao contrário (Reverse Hair Washing)?

1º Passo:

Ponha um pouco de azeite para o cabelo (ou azeite comum de boa qualidade) no couro cabeludo, massaje suavemente e penteie os cabelos.

2º Passo:

Em seguida, humedeça os cabelos no duche e aplique o amaciador como habitualmente. Deixe que o amaciador atue durante 5 minutos (lave o corpo entretanto).

3º Passo:

Quando sentir que o cabelo está bem hidratado, enxagúe-o e lave-o com um champô suave.

Porque é que este método funciona?

Porque o azeite torna o cabelo mais suave e o amaciador tem o ph adequado para fechar a cuticula, fazendo com que o cabelo fique mais brilhante. O champô só elimina o excesso das duas substâncias.

Nota: este método do "reverse hair washing" funciona muito bem em cabelos mistos e finos como o meu. Se o seu cabelo é grosso, seco demais e estragado, provavelmente seja melhor para ele seguir o ritual de toda a vida: primeiro o champô e depois o amaciador. Experimente e decida.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...