quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

Tintas caseiras e naturais para dar cor ao cabelo

Se quer intensificar a cor dos seus cabelos mas ainda não quer aplicar uma tinta convencional, existem alternativas naturais para que possa conseguir o seu propósito.

Enfim, tem razão. Pintar o cabelo com tintas comerciais é um aborrecimento. É que além das tintas poderem ressecar demasiado os fios, ainda tem que estar constantemente a fazer retoques para que a cor não fique deslavada e perca o brilho. Uma chatice. Por isso, se quer evitar estes inconvenientes e preocupações, pode recorrer às tintas caseiras para conseguir o belo efeito de cor que deseja e sem nenhum prejuízo. Veja.


Cabelo ruivo

Os cabelos ruivos são bonitos, intensos e sensuais, mas exigem cuidados para estarem sempre radiantes.

Ingredientes

2 chávenas de água
2 colheres de hibiscos
1/2 chávena de calêndula

Preparação

Ferva a mistura em lume brando durante 1/2 hora. Retire do lume e deixe arrefecer. Coe. 

Utilização

Utilize o líquido obtido como última água para enxaguar. Não precisa de voltar a passar por água. Quando o seu cabelo estiver seco ponha-se uns minutos ao sol e verá como a cor se vai intensificando.


Cabelo preto e castanho escuro

Os cabelos pretos são muito bonitos, especialmente se estiverem bem hidratados e com uma cor viva e luminosa.

Ingredientes

1/2 l de água
1 chávena de pó de café (de cafeteira) bem forte

Preparação

Ferva o café na água durante 15 minutos. Deixe arrefecer.

Utilização

Empape os seus cabelos com a mistura. Deixe atuar durante 1/2 hora e finalmente lave como é hábito.


Cabelo castanho

A valorização da beleza natural deu ao cabelo castanho o estatuto de cabelo do momento. O que não falta por aí são lindas mulheres orgulhosas das suas belas cabeleiras castanhas.

Ingredientes

3 chávenas de água
1/4 de chávena de alecrim
1/4 de chávena de urtigas secas
1/4 de chávena de folhas de salva

Preparação

Ferva as plantas na água durante 25 minutos, em lume brando. Coe.

Utilização

Uma hora antes do banho, borrife o seu cabelo com uma parte da mistura e deixe atuar. Depois, no fim do banho, use o restante da mistura como última água de enxaguar.


Cabelo loiro

Ser loira é o sonho de muitas mulheres, mas não há como negar: manter o cabelo loiro brilhante e saudável pode chegar a dar um trabalho danado. Porém, calma! O seguinte truque natural ajuda-a a manter o seu cabelo loiro com um brilho impecável. E não dá trabalho nenhum.

Ingredientes

2 chávenas de água
1 chávena de flores de camomila
Sumo de 1 limão

Preparação

Ferva as flores na água durante 25 minutos, em lume brando. Acrescente o sumo de limão e coe a mistura.

Utilização

Use o líquido obtido como última água de enxaguar. Seque ligeiramente o cabelo e deixe que acabe de se secar ao sol. Verá como se intensifica o brilho dos seus cabelos como raios de sol!

terça-feira, 26 de Agosto de 2014

Borbulhinhas nas pernas depois da depilação (com gillette)

O calor parece estar agora no seu auge e com certeza continua a usar os seus shorts e saias de verão. Mas para que o possa fazer sem passar vergonhas, é preciso que as suas pernas estejam perfeitas, lisinhas e suaves. Sem pêlos, mas também sem as borbulhinhas resultantes de uma depilação mal feita e apressada com a gillette. Para conseguir umas pernas assim, barbeadas e suaves, deixo-lhe aqui alguns conselhos preciosos que a ajudarão muito.

Evitar as borbulhinhas de depilação nas pernas:


Antes de passar a gillette:

* Use amaciador para o cabelo nas suas pernas, antes de raspar com a gillette. Dá um excelente resultado porque facilita o deslizar da lâmina e faz com que as pernas fiquem melhor barbeadas e suaves.

* Passe a gillette nas pernas sem pressas. Faça movimentos pequenos e não imprima força. Assim o resultado final é melhor e evita cortes desnecessários.

* Troque de gillette a cada 15 dias (ou a cada 8 dias se tem tendência para sofrer irritações).

* Se lhe costumam sair muitas borbulhinhas após a depilação com a gillette, da próxima vez, raspe-se no sentido do crescimento dos pêlos (de cima para baixo). Terá que fazer a depilação com mais frequência mas agredirá menos a sua pele.

Se já tem borbulhinhas resultantes da depilação nas pernas, aplique os seguintes truques:

* Molhe um algodão em vinagre de maçã e use-o para humedecer a pele das suas pernas. Deixe o produto atuar durante 10 minutos e enxagúe com água morna.

* Se tem borbulhinhas que lhe ardem muito, passe um pouquinho de vaselina no local antes de ir dormir. Obterá alivio e também hidratará e suavizará as suas pernas.

* Evite usar jeans muito apertados durante uns dias. Isto agrava o problema. Dê preferência às calças folgadas de linho ou de algodão. É melhor para as suas pernas.

* Para áreas um pouco irritadas, faça uma papinha com pó de talco e água de rosas, aplique sobre a pele afetada, deixe atuar durante 20 minutos e enxagúe com água morna. A pele curará em pouco tempo.

segunda-feira, 25 de Agosto de 2014

11 truques de beleza para fazer com uma colher!

Pensa que as colheres só servem para comer a sopa? Pois está redondamente enganada! A partir de agora, uma simples colher vai tornar-se numa das suas mais úteis ferramentas de beleza. Só tem que aprender a dar-lhe o uso correto.

1 - Acabe com as bolsas sob os olhos: meta duas colherzinhas de metal no congelador e quando estiverem bem frias (mas não congeladas, atenção à temperatura), tire-as e coloque-as sobre as bolsas, pressionando ligeiramente. Deslize-as do canto interno dos olhos para o canto externo. E adeus bolsas!


2 - Evite as manchas de rímel: aproveite a forma curva da colher e ponha-a debaixo dos olhos quando aplicar rímel para evitar que fiquem resíduos na pele. Este truque poupar-lhe-á muito tempo depois já que não terá que limpar manchinhas de sujidade após a aplicação.

3 - Dê forma às suas sobrancelhas: use a colher como guia para dar forma às suas sobrancelhas. Alinhe a parte curva da colher com a sua sobrancelha e obterá um depilado perfeito.

4 - Cure uma borbulha: se quer diminuir rapidamente o tamanho de uma borbulha, aplique o seguinte truque. Passe uma colher de metal pela torneira da água quente durante uns segundos, para a aquecer. Seque-a e coloque a parte posterior sobre a borbulha. Deixe-a ficar até que arrefeça.


5 - Crie um "cat eye" perfeito: guie-se com o cabo da colher para traçar uma linha direita da esquina da pálpebra para cima. Depois, com a parte curva da colher, desenhe o outro extremo da linha. Agora só tem que encher o desenho e traçar o resto da linha sobre as pestanas.


6 - Curve as suas pestanas: se não tem um curvador de pestanas ou tem receio de o usar, então uma colher é o seu instrumento ideal. Ponha-a no nascimento das pestanas, tome-as com o dedo e pressione ligeiramente, deslizando-as pela colher. Se quer que o efeito seja mais notório, aqueça primeiro ligeiramente a colher com o secador de cabelo.

7 - Crie o seu próprio lip gloss: numa colher, misture uma pequena quantidade de bálsamo para os lábios com uma pitada de restos de sombra de olhos ou de blush. Depois, use a ponta do dedo para aplicar a cor nos seus lábios.

8 - Nailart com efeito mármore: para criar este efeito, deixe cair algumas gotas de verniz de unhas numa colher (descartável) e depois faça o mesmo com um verniz de cor diferente. Misture ligeiramente os vernizes com um palito de dentes e depois ponha a unha sobre o esmalte , para que esta pegue o desenho que está na colher. Limpe os excessos e pronto.

9 - Minimize uma nódoa negra: uma colher fria pode minimizar a aparência de uma nódoa negra. Ponha uma colher bem fria sobre a nódoa assim que perceber que ela se vai formar. O frio fará com que o sangue não se acumule na área e, mesmo que a nódoa não desapareça totalmente, notar-se-á muito menos.

10 - Evite que o verniz se meta debaixo das unhas: antes de aplicar o verniz, segure uma colherzinha com a ponta da parte côncava debaixo das suas unhas. Assim o verniz ficará sobre a colher e não se entranhará na pele sob as suas unhas.

11- Empurre as suas cutículas: coloque as suas mãos dentro de água morna durante 15 segundos. Seque os dedos e, sem fazer muita força, use a ponta de uma colherzinha para empurrar as cutículas. 

domingo, 24 de Agosto de 2014

Remédios caseiros com figos

Estamos em plena época de figos, uma fruta biblica e deliciosa que eu adoro. Acho mesmo que é a minha fruta predileta. Acabei agora mesmo de apanhar 5 quilos de figos frescos e suculentos no quintal da minha sogra (e não estou a exagerar!).

Mas aprendamos um pouco mais sobre o figo.

O figo tem propriedades curativas muito benéficas para o nosso organismo. Ele atua como suavizante do aparelho respiratório e digestivo, é laxante e diurético e serve para combater períodos de fadiga física ou mental.
Na sua própria casa pode preparar diversos remédios à base de figos, para tratar algumas doenças da maneira mais natural e deliciosa. Cozidos em leite, os figos servem para curar as inflamações das gengivas e da garganta e para gargarejar. Se os secar, duram bastante tempo na sua despensa e pode aproveitar as suas maravilhosas propriedades comendo-os durante todo o ano.

Propriedades do figo: laxante, emoliente, refrescante, calmante, peitoral, anti-inflamatório, analgésico, adstringente, balsâmico, digestivo, bronquitico, cicatrizante, depurativo, estimulante, expetorante, purgante, alimentício, reconstituinte... Como pode ver, são muitas as virtudes do figo a favor da sua saúde.


Remédios caseiros com figos

Para a obstipação

Ingredientes

50 g de figos secos
Água q.b.

Preparação

À noite, ferva os figos num pouco de água durante cerca de 20 minutos. Deixe repousar durante toda a noite.

Utilização

Na manhã seguinte, em jejum, beba o líquido resultante da cozedura e coma os figos cozidos. Vai ver como este remédio faz efeito.

Para as verrugas

Ingredientes

Látex de figo

Utilização

Banhe as verrugas várias vezes por dia com látex de figo, de folha ou de ramo de figueira, até que amoleçam. Assim, conseguirá que as verrugas caiam sozinhas com a ajuda de banhos de água quente.

Para inflamações na boca e na garganta

Ingredientes

20 g de figos secos cortados em pedaços
1 colher de mel
Água q.b.

Preparação

Ferva os figos num pouco de água durante 15 minutos. Retire do lume e acrescente o mel. Mexa, coe e deixe arrefecer.

Utilização

Enxagúe a boca com o líquido resultante, várias vezes por dia. Para potenciar os efeitos benéficos deste remédio, é importante que o líquido esteja ainda quentinho (mas que não queime) quando o utilizar.

Para a bronquite

Ingredientes

750 ml de água
100 g de tâmaras (sem caroço)
100 g de figos secos (sem o rabinho)
100 g de passas de uva sem grainhas

Preparação

Ferva os frutos na água durante 30 minutos. Reduza a puré com a varinha mágica.

Utilização

Tome 3 colheres (de sopa) deste xarope natural por dia, para descongestionar e desinflamar os brônquios.

Contra o stress

Ingredientes

Polpa de 1 manga
Polpa de 1 maçã
Polpa de 1/2 papaia
2 figos frescos (sem o rabinho)

Preparação

Passe as frutas pela centrifugadora e recolha o sumo.

Utilização

Beba em seguida.

Contra o cansaço

Ingredientes

1 fatia de melancia (sem casca e sem sementes)
3 figos secos (sem o rabinho)
1/2 copo de água
1 colher de mel

Preparação

Bata a melancia e os figos com a água no liquidificador. Acrescente o mel e mexa bem.

Utilização

Tome esta bebida quando se sentir muito cansada, depois de um dia esgotante.

Para descongestionar o nariz

Ingredientes

1 colher (de sopa) de folhas de figueira cortadas
1 chávena de água a ferver

Preparação

Deite a água a ferver numa taça de vidro e acrescente as folhas de figueira.

Utilização

Aproxime o nariz (cuidado para não se queimar) e inale o vapor que se desprende. Atenção! Respire o vapor mas não ingira o líquido. Não é para beber.

Para aliviar golpes e contusões

Ingredientes

1 colher (de sopa) de folhas de figueira cortadas
1 chávena de água a ferver

Preparação

Infunda as folhas de figueira na água até que esta arrefeça. Coe.

Utilização

Lave as contusões com a água resultante, ainda quente. Este remédio favorece a circulação. Atenção! Não ingira o líquido. Não é para beber.


Como secar figos

Coloque os figos frescos uns ao lado dos outros num tabuleiro e deixe-os ao sol e ao ar durante o dia. Recolha o tabuleiro ao anoitecer e no dia seguinte repita a operação. Faça isto durante 5 a 7 dias, até que os figos estejam secos. A meio do tempo, vire os figos para que sequem por igual. Aqueça o forno a 170º durante 5 minutos. Coloque os figos já secos no tabuleiro do forno e introduza-os no forno aquecido durante exatamente 5 minutos. Isto serve para os acabar de secar totalmente. Retire os figos do forno e deixe-os arrefecer. Quando frios, polvilhe-os com um pouco de farinha sem fermento e guarde-os num saco de algodão ou de linho. Pronto. Terá figos secos para saborear durante muito tempo.

sábado, 23 de Agosto de 2014

Curar a diabetes tipo 2 em 25 dias! Naturalmente!

A diabetes tipo 2, também chamada diabetes não insulinodependente ou diabetes do adulto, corresponde a 90% dos casos de diabetes. Ocorre geralmente em pessoas obesas e com mais de 40 anos de idade, embora atualmente se verifique também cada vez com mais frequência entre os jovens - por causa dos maus hábitos alimentares, da vida sedentária e do stress da vida urbana. Neste tipo de diabetes temos a presença de insulina, mas a sua ação é dificultada pela obesidade, o que é conhecido como resistência insulínica, uma das causas da hiperglicemia (excesso de glicose (açúcar) no sangue).
Por ser pouco sintomática, esta diabetes às vezes permanece muitos anos por diagnosticar e por tratar, o que favorece prejuízos no coração e no cérebro.

Principais fatores de risco para o desenvolvimento da diabetes tipo 2

- Histórico familiar de diabetes tipo 2.
- Idade acima dos 45 anos.
- Falta de atividade física.
- Excesso de peso.
*Mulheres que desenvolveram diabetes durante a gravidez, têm mais possibilidades de vir a sofrer desta diabetes no futuro.

Principais sinais de alarme da diabetes tipo 2

- Muita sede e constantemente.
- Necessidade de urinar com frequência.
- Fome constante.
- Sensação de boca seca.
- Cansaço.
- Comichão no corpo, principalmente nos orgãos genitais.
- Visão turva.

Se tem um ou mais do que um destes sintomas, deve falar imediatamente com o seu médico.

Evidentemente, a diabetes tipo 2 é uma doença séria, que deve ser tratada e seguida pelo seu médico. Uma vez esclarecido isto, quero dizer-lhe que li numa conhecida revista de saúde natural chilena (acho), "El Guardián de la Salud", um artigo onde se diz que é possível curar esta doença em 25 dias e de forma totalmente natural, uma vez que a diabetes tipo 2 é causada pela alimentação e estilo de vida. Bom, eu não tenho a certeza que seja possível curar a diabetes em 25 dias; mas, como os conselhos me pareceram excelentes, partilho-os consigo. De qualquer modo, são sábios conselhos para garantir uma melhor saúde. Aqui ficam eles.


Dia 1: Detenha o consumo de todas as bebidas gasosas. O corpo humano não foi desenhado para as ingerir. Alguns diabéticos estão viciados neste tipo de bebidas e quando as deixam começam a ganhar saúde.

Dia 2: Dedique ao menos 45 minutos a praticar exercício suave (por exemplo, caminhar).

Dia 3: Detenha o consumo de farinha branca e dos produtos à base dela: pão branco, bolachas, tortas, bolos, snacks, etc. A farinha branca contém Alloxan, um solvente químico que é causa direta de diabetes em animais de laboratório.

Dia 4: Comece a consumir quantidades apropriadas de ácidos gordos essenciais, especialmente Ómega 3. Estes ácidos estão presentes no azeite extra virgem ou nas sardinhas. Também nas nozes, amêndoas, amendoim sem sal, cajú, etc. Mas não exagere; coma pequenas quantidades de cada vez.

Dia 5: Dedique novamente 45 minutos ao exercício suave, aumentando um pouco o ritmo. Trata-se de mudar o seu metabolismo, níveis de glicemia e resposta insulínica. Enquanto faz exercício, transforma a química do seu organismo.

Dia 6: Detenha todos os açucares adicionados, qualquer que seja o tipo: açúcar granulado, açúcar de cana, sacarose, xarope de milho, etc. Leia as etiquetas de informação nutricional das embalagens.

Dia 7: Comece a consumir grãos integrais: pão integral, arroz integral e cereais integrais de pequeno- almoço, etc.

Dia 8: Hoje pratique exercício durante 60 minutos. Quando lhe for possível, pratique exercício ao ar livre, para receber a luz do sol sobre a sua pele. Isto produzirá vitamina D, que ajudará a estabilizar os níveis de glicémia e a prevenir o avanço da diabetes.

Dia 9: Detenha o consumo de todos os adoçantes artificiais (sacarina, adoçantes líquidos, etc.). Comece a eliminar a sua ânsia fatal por tudo o que é doce.

Dia 10: Comece a consumir suplementos naturais com vitaminas e minerais. Inclua cálcio, magnésio, zinco, vitaminas do grupo B e, sobretudo, vitamina C e vitamina E em todas as suas formas naturais.

Dia 11: Comece a praticar algum tipo de exercício de resistência, Pilates por exemplo, uma vez por semana. Isto mudará o modo como o seu corpo utiliza o açúcar e aumentará a sensibilidade à insulina.

Dia 12: Faça deste dia o principio do fim da cafeína. A cafeína provoca desequilíbrios da glicémia. Comece hoje a diminuir o seu consumo. Complete a recuperação da adição à cafeína antes do dia 25. Mas faça-o lentamente, para evitar dores de cabeça.

Dia 13: Detenha o consumo dos óleos hidrogenados. Estes óleos aceleram o avanço da diabetes. Verifique as etiquetas das embalagens para ver se há presença de gorduras trans ou de óleos total ou parcialmente hidrogenados.

Dia 14: Comece a praticar o exercício escolhido a cada 3 dias. 

Dia 15: Comece a tomar fibra, como Psyllium, por exemplo. Aumentar o consumo de fibra reduzirá a velocidade de conversão dos carbohidratos da dieta em glucose sanguínea, o que ajudará a estabilizar os seus níveis. Também ajudará a limpar o seu intestino grosso.

Dia 16: Informe-se sobre o Índice Glicémico (IG). Saiba os valores de IG e evite produtos com índices elevados. Consuma sempre as frutas cruas e na sua forma original, não em sumos.

Dia 17: A partir de hoje, coma mais frutas e verduras cruas. Apesar das frutas conterem o seu próprio açúcar, os diabéticos podem consumi-las moderadamente. Os morangos e mirtilos são adequados. Quanto às verduras, coma-as cruas ou salteadas (não as cozinhe demasiado). Não coma verduras ou frutas enlatadas.

Dia 18: Comece a tomar Gymnema sylvestre. Provas clínicas mostraram que esta erva restaura a capacidade da insulina de produzir células beta no pâncreas. Aconselhe-se na sua ervanária.

Dia 19: Converta a água na sua única bebida.

Dia 20: Verifique: está a praticar exercício a cada 3 dias? Afastou-se da farinha branca, açúcar, bebidas gasosas e óleos hidrogenados? Está a ingerir fibra e ácidos gordos essenciais? Use este dia para verificar os seus progressos e para fazer qualquer correção que seja necessária.

Dia 21: Comece a tomar proteína natural (em ervanárias). Use o pó de proteína para preparar batidos.

Dia 22: Detenha o consumo de todos os fritos; danificam o seu pâncreas e fígado, piorando a diabetes.

Dia 23: Limite o consumo de gorduras saturadas de origem animal. As gorduras que se encontram nas carnes, queijos e lácteos causam estragos na diabetes. Comece a obter gorduras de fontes vegetais como abacate, nozes, azeite extra virgem, etc.

Dia 24: Conheça os grãos exóticos: experimente produtos feitos com trigo sarraceno. Ou então, experimente a quinoa, um grão integral excecional para diabéticos. Também o kamut, o miso, a aveia e a espelta.

Dia 25: Obtenha a opinião médica (estritamente obrigatório) da sua condição de saúde atual, já que se estão a produzir mudanças no seu organismo. O seu médico pode dizer-lhe até que está curado. Ou não. Seja como for, a opinião dele deve sempre prevalecer.

Síntese: claramente, apresentam-se-lhe duas opções. Pode continuar a fazer as coisas que sempre fez (a cometer os mesmos erros alimentares e de estilo de vida) ou pode provocar uma mudança na sua vida: se quer obter bons resultados, tem que fazer por isso.

Aviso: quem toma medicamentos nunca deve interromper a toma nem fazer nada sem primeiro consultar a opiniao do médico.

sexta-feira, 22 de Agosto de 2014

Bruxismo (ranger os dentes) - como tratar com remédios caseiros

O bruxismo é o hábito de ranger ou apertar fortemente os dentes, geralmente durante o sono. Esta ação provoca desgaste nos dentes, dores de cabeça e também incómodos no pescoço e nas costas.
A origem deste comportamento parece ser a carga de tensão que a pessoa acumula durante o dia. Se quer evitar as desagradáveis consequências do bruxismo, siga os conselhos abaixo.

Procure manter os dentes separados. Antes de se deitar para dormir, faça exercícios de relaxamento massajando suavemente o rosto e procurando manter os dentes separados, quer dizer, mantendo a boca entreaberta. Assim, toda a cavidade bucal ficará relaxada.

Esgote as suas mandíbulas. Antes de se deitar, canse ao máximo as suas mandíbulas mastigando alimentos fibrosos (maçã, cenoura, etc.). Assim, ajudará a eliminar a tensão gerada durante o dia.

Procure relaxar. Os banhos de imersão, a ingestão de bebidas tranquilizantes (chá de tília, de valeriana, leite morno), a prática de técnicas de relaxamento e a redução do consumo de café, tabaco e álcool são bons conselhos que pode pôr em prática para produzir uma distensão geral que ajude a solucionar o problema do bruxismo.


Chá de tília

Ingredientes

2 colherzinhas de flores de tília
1 chávena de água

Preparação

Ferva a tília na água durante 5 minutos. Retire do lume, deixe amornar e coe.

Utilização

Beba antes de se deitar. Este remédio ajuda a combater os estados de tensão que muitas vezes são os causadores do bruxismo.


Chá de valeriana

Ingredientes

1 colher (de café) de valeriana
1 chávena de água a ferver

Preparação

Infunda a valeriana na água a ferver durante 10 minutos (para obter uma dose eficaz de substâncias ativas). Coe.

Utilização

Beba uma chávena por dia, de preferência à noite, para auxiliar o sono. Devido às suas propriedades sedantes e efeitos relaxantes na musculatura, a infusão desta planta ajuda a relaxar e a evitar o bruxismo. Faça este tratamento durante 1 mês.

Recorra ao calor. Aplique calor nas mandíbulas com uma toalhinha humedecida em água quente. O calor relaxará os músculos tensores das mandíbulas. Este é um remédio simples e muito eficaz que poderá experimentar pôr em prática antes de se deitar.

quinta-feira, 21 de Agosto de 2014

Como evitar corar (pôr-se vermelha) - remédios caseiros

Corar com frequência é muito incómodo e até vergonhoso. É normal ficarmos ruborizadas quando estamos excitadas, irritadas ou intimidadas por alguma coisa, porque nestes momentos o sangue aflui ao rosto com mais ímpeto e este fica corado. Porém, quando alguém cora por qualquer coisa e a sua cara fica vermelha apenas por falar ou fazer algo, isto, apesar de não ser uma doença grave, é algo desconcertante e que faz sofrer bastante. 
Corar sem motivo aparente não é pois uma doença mortal, certo, mas pode causar efeitos não positivos na personalidade e no caráter da pessoa a quem acontece, como:

- pode fomentar um caráter inseguro e pouco participativo;

- causa desespero;

- provoca stress por querer controlar a situação a todo o custo e não o poder fazer.


Mas porque é que ficamos vermelhas (coramos)?

Corar pode ter muitas causas, mas uma das principais é sem dúvida o estado emocional da pessoa. Quem cora com frequência e por qualquer coisa pode:

- ter medo de não corresponder às expectativas dos outros e da sociedade;

- tender a tomar os comentários e "olhares" de forma muito pessoal e a dar-lhes uma interpretação muito sua e na qual sai sempre a perder. Ou seja, sente-se uma pessoa alvo de criticas, rejeição e desvalorização constantes, mesmo que na realidade não seja bem assim;

- não gostar de chamar nem ser o centro das atenções (problema de insegurança);

- ter um elevado sentido da perfeição em relação à sua imagem e a como se deve ser e comportar.

Qual é a causa biológica de ficar vermelho (corar)?

O sistema nervoso divide-se em dois: o sistema nervoso relacionado com as ações voluntárias e o sistema nervoso autónomo, que atua independentemente da vontade, e que por sua vez se divide em dois: sistema simpático e sistema parasimpático. As pessoas que coram com frequência e por "qualquer coisa" têm um sistema simpático hipersensível, isto é, que se ativa por estímulos mínimos.

O que pode fazer em casa para remediar a situação?

Relaxe. A tensão faz com que o fluxo de sangue ao seu rosto se incremente. Por isso, relaxe. No momento em que sentir que vai corar, relaxe todos os seus músculos. Não poderá impedir totalmente o processo, mas pode impedir que o seu rosto acabe tão vermelho como um tomate bem maduro. Pratique colocando-se á frente de um espelho e pensando em algo que a faça corar e relaxando depois os ombros para interromper o avermelhamento da sua pele. Isto fará com que veja que será capaz de lidar com o problema numa situação real.

Não tenha vergonha. Se tentar esconder ou negar o facto de que cora com facilidade, isto só fará com que ocorra com mais frequência. Quando estiver a falar, dançar ou em qualquer outra situação, não se intimide e continue com o que está a fazer, deixando que as coisas fluam normalmente. Diga a si mesma: "Estou a corar e então?! Grande coisa! Sou fantástica apesar de tudo". Esta atitude é essencial para que se sinta cómoda e experimente rubores intensos cada vez com menos frequência.

Jogue. Desafie-se a si mesma a ver quão vermelho consegue pôr o seu rosto. Tal como sucede na psicologia inversa, isto ajudará a reduzir a facilidade e a frequência com que cora.

Banhe os braços. Introduza lentamente ambos os braços em água fria, até que o nível alcance metade do braço. Deixe-se ficar 20 segundos, retire os braços, sacuda-os com energia e repita outra vez. Este banho frio de braços tem ação sedante sobre um pulso demasiado rápido e sobre um coração hiperexcitado, e por isso é recomendável para os transtornos nervosos.

Lave o rosto. Lave o rosto com água fresca e aplique uma camada leve de hidratante facial sem óleo. Isto ajudará a reduzir a temperatura da sua cara e a combater a irritação que se produz quando a pele fica vermelha.


Faça um sumo. Lave, pele e corte 1 cenoura, 1 talo de aipo e 2 espargos. Passe tudo pela centrifugadora e recolha o sumo. Beba em seguida. Este sumo é considerado um grande sedativo dos nervos que provocam timidez.


Beba um chá. Deite 2 colherzinhas de flores de tília numa chávena de água a ferver. Tape, deixe arrefecer e coe. Beba uma chávena deste chá antes de assistir a algum evento social onde preveja que vai sentir timidez.

Remédio de emergência: se numa situação qualquer se sentir muito corada, desculpe-se e dirija-se à casa de banho. Aí, molhe uma toalha em água fria, torça e coloque-a no seu rosto. Vai ver como arrefece instantaneamente e a vermelhidão desaparece. Aproximar o rosto do ar condicionado (frio) durante uns instantes também pode resultar bem.

quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

Nutrição: as vitaminas que o corpo necessita

As vitaminas são substâncias orgânicas que o nosso organismo não consegue produzir. E é muito importante que consumamos porções de vitaminas na nossa dieta diária porque delas depende, mais do que se imagina, a nossa boa saúde. E também uma grande parte da beleza da nossa pele, cabelo... Veja como consegui-las facilmente através dos alimentos.

As vitaminas dividem-se em dois grupos:

Vitaminas lipossolúveis: este grupo é constituído pelas vitaminas A, F, E, D e K. Estas vitaminas dissolvem-se na gordura e é recomendável que se consumam em pequenas quantidades, já que se armazenam no fígado e tecidos gordos.

Vitaminas hidrossolúveis: este grupo é constituído pelas vitaminas C, B1, B2, B3, B5, B6 e B12. Estas vitaminas dissolvem-se na água e o nosso corpo elimina-as todos os dias através da urina. Por isso, é recomendável que se consumam diariamente.


Vitamina A (lipossolúvel)
800-1000 MCG. por dia
Fontes: cenoura, lácteos, tomate, cebola, grão de bico, verduras de folha verde, atum, etc.
Função: cuida da pele e da visão.
Excesso: altera os ossos e provoca hemorragias.
Carência: secura da pele e dos olhos.
Quem deve tomar mais: pessoas com problemas dos olhos, doenças respiratórias ou com problemas de pele.

Vitamina F (lipossolúvel)
10 G. por dia
Fontes: nozes, margarina, azeite, sardinha, badejo e cereais.
Função: transporta o oxigénio através do sangue, regula a coagulação e nutre as células.
Excesso: provoca obesidade.
Carência: pode aumentar o colesterol.
Quem deve tomar mais: mulheres grávidas e a amamentar e pessoas idosas.

Vitamina E (lipossolúvel)
8-10 MCG. por dia
Fontes: espargos, azeite, margarina, nozes, tomate, cebola, coelho, banana, cenouras, verduras.
Função: é antioxidante e protege dos radicais livres.
Excesso: produz transtornos no metabolismo.
Carência: causa anemia.
Quem deve tomar mais: pessoas com problemas de infertilidade e mulheres com repetidos abortos espontâneos.

Vitamina D (lipossolúvel)
5-10 MCG. por dia
Fontes: cogumelos, margarina, produtos lácteos, atum e ovos. O sol faz com que a pele a produza.
Função: é essencial para absorver o cálcio e o fósforo.
Excesso: o organismo elimina a que sobra, desde que não ultrapasse 10 vezes a quantidade diária recomendada.
Carência: descalcificação óssea e cárie.
Quem deve tomar mais: as crianças e pessoas que vivem em lugares com pouco sol.

Vitamina K (lipossolúvel)
80 MCG. por dia
Fontes: cereais, pão integral e verduras. Também está na flora intestinal.
Função: anti-hemorrágica, é necessária para que o sangue coagule.
Excesso: não produz problemas visíveis no organismo.
Carência: provoca hemorragias no aparelho digestivo, no aparelho genito-urinário ou no nariz.
Quem deve tomar mais: pessoas com problemas na flora intestinal, para compensar a que o seu organismo não gera.

Vitamina C (hidrossolúvel)
50-60 MG. por dia
Fontes: kiwi, cítricos, pimento vermelho, salsa, couves de Bruxelas, espinafres, couve flor, tomate. É muito sensível à luz e ao calor.
Função: transporta oxigénio e hidrogénio a todo o organismo. Intervém na assimilação do ácido fólico, ferro e vários aminoácidos. Trava a oxidação.
Carência: cansaço, esgotamento, irritação.
Quem deve tomar mais: grávidas, fumadores e pessoas submetidas a muito stress.

Vitamina B1 (hidrossolúvel)
1100-1500 MCG. por dia
Fontes: sobretudo cereais e grãos integrais. Também couves de Bruxelas, ovos, nozes, vitela, coelho, lácteos, tomate, leguminosas, laranja, ananás, lulas, banana.
Função: desintegra os hidratos.
Carência: transtornos cardíacos.
Quem deve tomar mais: fumadores e pessoas que consomem muitos açucares e doces.

Vitamina B2 (hidrossolúvel)
1300-1800 MCG. por dia
Fontes: tomate, lácteos, laranja, lulas, repolho, nozes, coelho, porco, ervilhas, banana, couves de Bruxelas, cogumelos, ovos, lentilhas, cereais, pão integral.
Função: ajuda a eliminar toxinas e participa no desenvolvimento do embrião.
Carência: lesões nas mucosas.
Quem deve tomar mais: os alcoólicos e os vegetarianos estritos.

Vitamina B3 (hidrossolúvel)
15-20 MG. por dia
Fontes: cereais, fígado de vitela, pão integral, ovos, leite, laranja, milho, nozes, grão de bico, carne de porco, badejo, couves e cenouras.
Função: essencial para o metabolismo de gorduras, hidratos de carbono e proteínas.
Carência: pode causar demência.
Quem deve tomar mais: os que não consomem suficientes proteínas (carne, peixe, soja, leguminosas...).

Vitamina B5 (hidrossolúvel)
50-500 MG. por dia
Fontes: vísceras, gema de ovo, levedura de cerveja e cereais. Também na laranja, ovo, cereais integrais, salmão.
Função: atua como uma coenzima, isto é, ajuda a libertar a energia que há nas gorduras, carbohidratos e proteínas.
Carência: apatia, falta de atenção, baixa energia e alergias.
Quem deve tomar mais: quem precisa de cicatrizar alguma ferida, pessoas operadas.

Vitamina B6 (hidrossolúvel)
1600-2000 MCG. por dia
Fontes: bananas, sardinhas, lentilhas, grão de bico, nozes, atum, vitela, porco, tomate, pão integral, laranja, ananás, ovo, couves de Bruxelas.
Função: metabolizar as proteínas.
Carência: úlceras na boca e na língua. Irritabilidade e depressão.
Quem deve tomar mais: pessoas que precisam de regenerar o tecido nervoso. Também as que estão submetidas a radio terapia, já que diminui o mal estar próprio do tratamento.

Vitamina B12 (hidrossolúvel)
1-2,6 MCG. por dia
Fontes: badejo, leite e lácteos, ovos, carne de vitela e porco. Armazena-se no fígado.
Função: é necessária para a formação de glóbulos vermelhos, regeneração de tecidos e crescimento.
Carência: se não ingere a suficiente ou a sua flora intestinal não a produz, pode padecer ciática e lombalgia.
Quem deve tomar mais: consumidores de álcool, grávidas e mulheres a amamentar.


Limão, melão e mel
(para depurar e emagrecer)

Ingredientes

1 fatia de melão (sem casca)
1/2 copo de água
1 colherzinha de mel
1/2 limão (sumo)

Preparação

Bater o melão no liquidificador juntamente com a água. Acrescentar o mel e o sumo de limão e mexer.

Utilização

Beba em seguida.


Pêra, laranja e maçã
(um bom laxante)

Ingredientes

1 maçã
1/2 pêra
150 g. de ananás
1 limão
1 laranja
Baunilha

Preparação

Pelar e cortar a maçã, a pêra e o ananás. Centrifugar e recolher o sumo. Espremer o limão e a laranja e juntar ao sumo já obtido. Misturar.

Utilização

Servir com gelo e polvilhado com uma pitada de baunilha em pó.  

terça-feira, 19 de Agosto de 2014

A farmácia de Deus: alimentos que se parecem a orgãos do nosso corpo!

Primeiro, Deus separou a água salgada da água doce, fez a terra seca, plantou um jardim, fez os animais e os peixes...fez todas estas coisas maravilhosas antes de criar o ser humano. Quando surgimos, já Deus havia criado todos os vegetais, frutas e sementes necessárias à nossa saúde. E teve a amabilidade de fazer os alimentos semelhantes aos nossos órgãos vitais, para nos facilitar a escolha daquilo que é mais adequado.

Dizem que a melhor medicina é a medicina de Deus. Cada uma das seguintes frutas e vegetais tem diferentes formas e parece-se a órgãos e partes do corpo humano. Nesta nota os seus benefícios.


Uma fatia de cenoura parece um olho humano. A púpila, íris e linhas radiais em volta parecem-se exatamente com o olho humano. E, sim, a ciência mostrou que a cenoura possui componentes que ajudam a ter boa visão noturna.


Um tomate tem quatro câmaras e é vermelho. O coração tem quatro câmaras e é vermelho. E a investigação mostrou que o tomate é verdadeiramente um alimento que faz bem ao coração e ao sangue.


Um cacho de uvas tem a forma de um coração. Cada uva é parecida com uma célula do sangue. E hoje sabe-se que as uvas são um alimento vitalizador para o coração e o sangue.


Uma noz parece um pequeno cérebro, com um hemisfério direito e um hemisfério esquerdo. Até as rugas e folhos de uma noz se parecem ao neocórtex. Sabe-se agora que as nozes ajudam a desenvolver mais de três dúzias de neurotransmissores para o funcionamento do cérebro. E que são fonte excelente de Ómega 3 e Ómega 6, tão necessários para o bom funcionamento cerebral.


O feijão é parecidissimo com o rim humano e ajuda a curar e a manter a função renal.


O aipo é semelhante ao osso. E sabemos hoje que este alimento contribui especificamente para a resistência óssea. Os ossos são 23% de sódio e este alimento tem 23% de sódio. Se a sua dieta não tiver sódio suficiente, o seu corpo encarrega-se de o extrair dos ossos, deixando-os fracos. Este alimento ajuda a satisfazer as necessidades do seu esqueleto.


Abacate, beringela e pêras ajudam a saúde e funcionamento do útero e colo do útero - elas têm a mesma aparência destes órgãos. Hoje sabe-se que as mulheres que consomem abacate regularmente têm as hormonas equilibradas, eliminam peso pós-parto mais facilmente e previnem o câncer cervical. Demora exatamente 9 meses desde o florescimento à maturação do fruto do abacate!


Os figos estão cheios de sementes e estão pendurados aos pares enquanto crescem. Os figos aumentam a mobilidade do esperma e a contagem dos espermatozóides, impedindo a infertilidade masculina.


A batata doce é parecida ao pâncreas e de facto regula o índice glicémico dos diabéticos.


As azeitonas ajudam a saúde e bom funcionamento dos ovários.


Laranjas, toranjas e outros cítricos assemelham-se a glândulas mamárias e contribuem para a saúde dos seios femininos.


A cebola é semelhante às células do corpo. E com efeito a cebola ajuda a limpar os resíduos das células. Até produz lágrimas que lavam os olhos. Também o alho é um bom aliado que ajuda a eliminar materiais perigosos para o organismo.

segunda-feira, 18 de Agosto de 2014

Remédios caseiros contra a sinusite

Tem o nariz entupido, dor de cabeça e sensação de pressão nos olhos? Atenção! Isso pode ser sinusite.

A sinusite geralmente começa com um resfriado comum e é originada pelo acúmulo de muco no nariz e na face. Os principais sinais da doença são dor de cabeça e na testa, pontos de inchaço no rosto, dificuldade de abrir os olhos e congestionamento das vias respiratórias.

Acabe já com a sensação de "cabeça pesada".

O tratamento natural da sinusite ajuda a eliminar o muco, proporcionando alivio e bem-estar.


Para inalar

Ingredientes

1 colher (de sopa) de alecrim
1 cebola fatiada
1 pitada de sal grosso
1 l de água

Preparação

Ferva os ingredientes na água durante 5 minutos. Despeje a mistura numa bacia.

Utilização

Com uma toalha na cabeça, comece a inalar o vapor que se desprende da bacia, tomando cuidado para não se queimar. Faça-o durante 10 minutos.

Para beber

Hortelã, água de coco e espinafres

Ingredientes

1 colher (de sopa) de folhas frescas de hortelã
1 chávena de água fervente
1 chávena de água de coco
1 colher (de sopa) de folhas de espinafres

Preparação

Infunda a hortelã na agua fervente, até que a água arrefeça. Coe e despeje no liquidificador. Acrescente a água de coco e os espinafres e bata até ficar homogéneo. Adoce com mel. 

Utilização

Tome a bebida, em duas vezes.

Gengibre, limão e mel

Ingredientes

1 colher (de chá) de raiz de gengibre ralada
1 chávena (de chá) de água fervente
Sumo de 1/2 limão
1 colher de mel

Preparação

Infunda o gengibre na água até que esta arrefeça. Coe e acrescente o sumo de limão e o mel.

Utilização

Beba em seguida.

Soro fisiológico

O soro fisiológico ajuda a eliminar as secreções, colocando fora as bactérias e os vírus e deixando as narinas livres para respirar. Pode pingar gotas de soro fisiológico nas suas narinas várias vezes por dia.

Conselhos:

*Consulte o seu médico para que ele lhe receite um tratamento eficaz contra a sinusite.

*Evite os ambientes muito pesados, que dificultam a respiração.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...